Guilherme Toldo

Esgrima

Sempre incentivado à prática esportiva por seus pais, ambos educadores físicos, Guilherme Amaral Toldo começou na Esgrima ainda criança no Grêmio Náutico União. O clube possui diversas modalidades em seu quadro, entre eles a Esgrima. Guilherme estava inscrito em outras modalidades mas foi aconselhado pelos familiares a seguir na Esgrima. Conforme ele foi frequentando as aulas, seu interesse pelo esporte crescia exponencialmente. Ainda que seus adversários fossem mais altos e experientes, isso não o intimidava. Sua primeira competição representando o clube foi o Campeonato Estadual Infantil. A partir dali, Guilherme estava totalmente focado na Esgrima. Em segunda participação em Jogos Olímpicos, já que havia ido para Londres 2012, Guilherme conquistou o melhor resultado de um brasileiro na modalidade, ao chegar as quartas de final na competição do florete individual. Além disso, bateu adversários mais bem ranqueados, animando a torcida presente na Arena Carioca 3, que gritava seu nome a todo momento. Hoje o atleta divide seus treinos entre o Grêmio Náutico União e o Frascatti Scherma (Roma, ITA).

Perfil

Vindo de uma família que respira esporte, onde tanto seu pai como sua mãe são educadores físicos, Guilherme Toldo sempre foi incentivado à prática esportiva. Desde que se conhece por gente está inscrito em algum esporte, seja Futebol, Judô, Natação e Tênis. Os pais também o inscreveram diversas vezes no Projeto Verão, um programa oferecido pelo Grêmio Náutico União a crianças de até 10 anos de idade e que dura cerca de 20 dias. Nele são oferecidas aos aspirantes a atleta todos os esportes que o clube oferece.

E foi de maneira lúdica e despretensiosa, em mais um dia de verão escaldante em Porto Alegre, que teve seu primeiro contato com a Esgrima. Porém não foi o suficiente para se apaixonar pelo esporte, ainda estava inscrito em outras modalidades e não havia tempo para mais uma. No entanto, Guilherme foi aconselhado por sua família a seguir praticando a Esgrima, devido a uma experiência no Projeto Verão, da qual ele havia gostado muito. Além disso, um amigo teve aulas de Esgrima anteriormente e o encorajou a seguir na modalidade.

Foi então que na primeira semana de Junho de 2000, aos oito anos, Guilherme apareceu na Sala de Esgrima do Grêmio Náutico União para a primeira aula. Mesmo sem perspectiva alguma de se tornar profissional, ele frequentou regularmente o curso e sua curiosidade ia aumentando ao passo que os fundamentos eram aprendidos. A vontade de aprender e fazer tudo cada vez melhor foi crescendo exponencialmente.

Desde cedo sempre foi muito competitivo. Queria jogar com o maior número de pessoas e descobrir como os outros jogavam para assim pôr em prática o que era aprendido e superar seus adversários, ainda que estes fossem mais altos, rápidos e experientes. Ele logo pediu aos pais para inscrevê-lo na Confederação Brasileira de Esgrima a fim de poder competir em provas da sua categoria. A estreia foi no Estadual Infantil.

Logo em seguida vieram as competições nacionais e ele começou a disputar todos os torneios de sua categoria. Mas sempre que tinha algum atleta mais velho ou experiente, Guilherme queria enfrentá-lo. Apenas os da sua idade não bastavam, era preciso esse elemento já que um ambiente de competição, carregado de nervosismo, tensão e adrenalina o faziam muito bem. Pouco tempo depois, vieram as classificações para campeonatos sul-americanos, pan-americanos, copas do mundo e tantos outros.

Hoje, depois de 16 anos de Esgrima, Guilherme Toldo trocou alguns sonhos de criança por medalhas e outros em objetivo. Atingiu as quartas-de-final na Rio 2016 e se tornou o brasileiro que chegou mais longe em um torneio de esgrima olímpico. Feitos como as medalhas nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara em 2011 e Toronto em 2015 também compõe sua galeria de glórias. A Esgrima virou sua ocupação de tempo integral com 4 a 5 horas diárias de treino e revezamento constante de sede de treinamentos entre o Grêmio Náutico União e o Frascatti Scherma, em Roma(ITA).

  • Medalha de Prata no Torneio Satélite de Copenhagen (2017)


  • Campeão Brasileiro (2016)


  • Campeão do Troféu Brasil de Equipes (2016)


  • Melhor resultado de um brasileiro em Olimpíadas (2016)


  • Medalha de Prata no Campeonato Pan-Americano por Equipes (2016)


  • Campeão Torneio Nacional em São Paulo (2016)


  • Campeão Brasileiro (2015)


  • Medalha de Prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto (2015)


  • Campeão do Torneio Nacional (2015)


  • Campeão de 4 de 6 etapas do Circuito Nacional (2013-2014)


  • Campeão dos Jogos Sul-Americanos (2014)


  • Medalha de Bronze no Campeonato Pan-Americano Individual e Equipes (2014)


  • Campeão Brasileiro em todas as Categorias de Base (2004-2011)


  • Campeão do Torneio Nacional de São Paulo (2014)


  • Campeão do Torneio Nacional do Rio de Janeiro (2013)


  • Campeão do Torneio Nacional de Brasília (2011)


  • Campeão do Torneio Nacional de Gramado (2012)


  • Atleta do Ano na Esgrima no Prêmio Brasil Olímpico (2011)


  • UMA CONQUISTA INESQUECÍVEL

    Classificação para os Jogos Olímpicos de Londres


  • ÍDOLO NO ESPORTE

    Andrea Baldini


  • ÍDOLO FORA DO ESPORTE

    Gustavo Kuerten


  • UMA ALEGRIA

    Poder estar junto dos amigos


  • O QUE TE IRRITA

    Engarramento no trânsito


  • FILME

    "O Poderoso Chefão", Francis Ford Coppola


  • LIVRO

    "Dois Irmãos", Milton Hatoun


  • MÚSICA

    "Só os Loucos Sabem", Charlie Brown Jr.


  • O QUE OUVE ANTES DE UMA COMPETIÇÃO

    David Guetta


  • PRATO

    Churrasco, Tchê!


  • TIME

    Grêmio


  • HOBBY

    Jogar Futebol, Tênis e outros esportes


  • FACEBOOK OU TWITTER

    Facebook


Notícias

Multimídia

Esgrima

Contato

ASSESSORIA DE IMPRENSA: MVP SPORTS (11) 2574-3186

Nome

E-mail (obrigatório)

Menssagem

  • Desenvolvido por